segunda-feira, 16 de maio de 2011

"LIVRO: a troca" por Lygia Bojunga Nunes


Já li alguns textos que tratam acerca da leitura, já que isso faz parte do meu trabalho, de alguns estudos, pesquisas realizadas e,  acima de tudo,  desse desejo de incentivar os meus educandos a lerem mais, mas -  nunca, jamais -  encontrei alguém que falasse tão alto a esse respeito como em Lygia Bojunga Nunes no poema: Livro: a troca

 Vamos ao texto???



LIVRO: a troca



Pra mim, livro é vida; desde muito pequena os livros me deram casa e comida.

Foi assim: eu brincava de construtora, livro era tijolo; em pé fazia parede; deitado, fazia degrau de escada;

inclinado, encostava num outro e fazia telhado.


E quando a casinha ficava pronta eu me espremia lá dentro prá brincar de morar em livro.


De casa em casa eu fui descobrindo o mundo (de tanto olhar prás paredes).
Primeiro, olhando desenhos; depois, decifrando palavras.


Fui crescendo; e derrubei telhados com a cabeça.
Mas fui pegando intimidade com as palavras.
E quanto mais íntimas a gente ficava, menos eu ia me lembrando de consertar o telhado ou de construir novas casas.
Só por causa de uma razão: o livro agora alimentava a minha imaginação.
Todo dia a minha imaginação comia, comia e comia;
e de barriga assim cheia me levava prá morar no mundo inteiro: iglu, cabana, palácio, arranha-céu,
era só escolher e pronto, o livro me dava.
Foi assim que, devagarinho, me habituei com essa troca tão gostosa que
- no meu jeito de ver as coisas -


é a troca da própria vida; quanto mais eu buscava no livro, mais ele me dava.
Mas como a gente tem mania de sempre querer mais,


eu cismei de um dia alargar a troca: comecei a fabricar tijolo prá - em algum lugar -


uma criança juntar com outros e levantar a casa onde ela vai morar.


Lygia Bojunga Nunes.






Sugestão de leitura:

Entre os livros dessa autora, podemos econtrar:


6 comentários:

  1. Nossa gostei mesmo dessa história, é muito interessante.
    Bjoss.....

    ResponderExcluir
  2. Gostei mt dessa história!!é mt interessante!!vou procurar o livro A Bolsa Amarela deve ser bastante legal!!
    BEIJOS...

    ResponderExcluir
  3. Que bom Natália!! Também gosto desse texto... Já li tantas vezes que você nem imagina... É, eu tenho mania de ler um texto várias e sempre percebo algo mais texto em cada leitura. Sempre foi assim desde criança. Bjão, menina!!

    ResponderExcluir
  4. Natália,

    Respondi muito rápido pra você e deixei umas incorreções. Mas, eu quis dizer que tenho mania de ler um mesmo texto várias vezes. Gosto disso, porque a cada leitura, percebo algo novo. Bjão!!

    ResponderExcluir
  5. ocê vai gostar, Jayne!!! É um clássico da literatura infantil e juvenil. É a história de uma menina com alguns conflitos com ela mesma e com a sua família. Esses conflitos ela "esconde" em uma bolsa amarela.

    É uma menina cheia de imaginação. E na história a gente "vivencia" o seu dia-a-dia, o seu mundo real e o seu mundo imaginário criado por uma imaginação muuuito fértil e cheio de amigos "secretos" e fantasiados.

    Vale a pena ler e "sobreviver" a essa "bolsa amarela" cheiiinha de "coisas".

    Ve lá, depois me conta. Bjs!!!

    ResponderExcluir
  6. Ta bom prof: depois conto pra vc!!
    BEIJOS...

    ResponderExcluir